a grande aposta

Filme: A grande aposta

Temas relacionados à economia e ás finanças são sempre muito difíceis de compreender. Um filme sobre a crise econômica americana em fins da década passada no setor imobiliário seria sufocante. Não é o caso de A Grande Aposta que apela para a ironia e irreverência.

O filme acompanha alguns investidores de Wall Street que buscam lucrar com o negócio bilionário das hipotecas nos Estados Unidos.

Logo eles vão perceber que esse tipo de investimento está fadado a entrar em colapso. Poucos irão lucrar com isso. O filme tenta mostrar como foi possível se dar bem nesse jogo, levando tatos outros ao fundo do poço.

A escolha do diretor Adam McKay é investir no humor para nos fazer entender aquele universo de números, porcentagens e ações que sobem e descem desordenadamente, por razões diversas. Os próprios personagens parecem adolescentes que fazem piadas grosseiras constantemente, vestidos de ternos e gravata, lidando com grandes montantes de dinheiro e cinismo.

São figuras excêntricas que parecem estar num jogo de tabuleiros movido a muito dinheiro e especulação. Destaque vai para Christian Bale que vive um gerente de contas extravagante que passa todo o tempo trancado em seu escritório, fazendo cara de insano e tocando bateria. Mas está o tempo todo atendo aos números do mercado.

O filme lança mão de metáforas, personagens que olham para a câmera e conversam com o espectador, letreiros explicativos na tela que tentam definir de modo bem-humorado certos termos técnicos do mundo financeiro.

Fonte: Cinesite